Nossa decisão sobre o réveillon 2021/2022

0
28
Prêmio Tá Na Mesa ICJG

Um dos meus sonhos sempre foi fazer um grande réveillon no Iate para todos os sócios e faixas etárias. Tenho um grande conhecimento na área de atividades esportivas e eventos, até porque fui Secretário de Esportes do Rio. Naquela ocasião, realizamos um show com o U2, no Autódromo, com a presença de 500 mil pessoas. Fizemos também, no mesmo Autódromo, os Grandes Prêmios de Fórmula Indy e de Motovelocidade, totalizando 8 eventos internacionais.

Em março de 2004, organizamos, num domingo pela manhã, na Praia de Copacabana, o evento denominado Pedido aos Céus, quando concentramos um milhão e meio de pessoas, aproximadamente, clamando, com todas as nossas forças, para que as Olimpíadas fossem realizadas no Rio de Janeiro. Nesse evento, contamos com o apoio de todos os atletas de todas as modalidades esportivas, suas federações e da TV Globo e do Comitê Olímpico Brasileiro.

Tive a ventura de organizar ainda muitos outros grandes eventos. Um deles foi um réveillon em uma pousada que eu tinha no litoral do Piauí, numa praia chamada Coqueiro. Fiz esse evento a pedido do então Governador do Piauí, Hugo Napoleão, reunindo 1.500 pessoas, entre prefeitos, vereadores, governadores, senadores, empresários, outras autoridades e lideranças da sociedade. Organizamos perto de 150 eventos internacionais no Rio de Janeiro e aproximadamente de 500 a 600 eventos no Iate Clube Jardim Guanabara, durante meu exercício de homem público e de Comodoro do Iate.

Pois bem… Com a nossa experiência – minha e de todos os diretores e conselheiros -, fizemos todo o planejamento, programação… e pré-contratamos o cantor Mumuzinho e sua banda, grupos sertanejos, quatro DJs… para o réveillon de 2021/2022 no Iate. Toda essa festa seria naquela área da piscina do toboágua e no seu entorno, com quatro restaurantes, etc.
O bufê principal e a decoração seriam do excelente e inigualável Greenhouse.

Tudo já planejado, quando fomos fazer o checklist de toda a programação, constatamos que, segundo os órgãos de monitoramento climático, o mês de dezembro prometia ser extremamente chuvoso.
Assim, não havia viabilidade para garantir a todos os sócios ambientes cobertos, que pudessem dar conforto, no caso de chuvas, às famílias dos associados. E justamente em uma noite tão especial como a do réveillon.

Portanto, com uma previsão de chuva e ventos fortes – e sabendo-se que uma festa de réveillon não pode ser realizada nem na noite 30 de dezembro e nem na noite de 1º de janeiro, pois a passagem de ano precisa ser comemorada exatamente à meianoite do dia 31 de dezembro -, fomos obrigados a repensar nossa ideia inicial. Não desejávamos, em hipótese alguma, ter a possibilidade de, nesse dia e horário – eventualmente, mas com grandes possibilidades -, ocorrer no Rio de Janeiro chuvas e ventos fortes. Não achei prudente levar esse risco a todos os nossos sócios e convidados, que se programariam para esse grande evento, ao ar livre… e na hora, por
um fenômeno da natureza, o Rio de Janeiro poderia estar sendo atingido por um grande temporal.

Eu e os diretores do Iate, diante desse quadro, resolvemos cancelar esse megaevento. Agora, estamos pensando em realizar um outro, sem tanta complexidade, no Salão Novos Ventos ou eventualmente no ginásio; no caso de não chover, poderá ser na área verde em torno do toboágua. Desta forma, acredito que até o dia 25 de novembro já poderemos informar aos prezados sócios que haverá a festa de réveillon, mas que será em outros moldes, mais informal e acessível a todos.

Continuarei trabalhando, entretanto, para que em outra oportunidade eu consiga realizar o meu sonho, do qual falei no início desse texto.

Neste ano de 2021, em que o Iate faz 70 anos desde a compra do terreno, estamos proporcionando ao sócio um grande plano de recuperação de nossas áreas, inclusive assinamos com a RSÁ Construtora, para início o mais breve possível, o contrato para a construção da nova sede, da revitalização do Deck das Garças e muitas outras novidades para o clube.

Desculpem-me, peço que entendam bem o nosso posicionamento, mas nossa preocupação, com relação ao réveillon, foi com a segurança, a integridade física e o bem-estar de todos nós do Iate, inclusive de nossos pais, avós, crianças, filhos e netos, enfim… desse grupo tão dedicado ao clube.

Um grande abraço em todos os associados!

JOSÉ DE MORAES CORREIA NETO
Comodoro

 

 

Prêmio Tá Na Mesa ICJG

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui