Construir benfeitorias e conservar em excelente estado o que já existe: essa é a nossa fórmula

0
14

Todos os queridos sócios devem convir que não é uma tarefa muito fácil administrar um clube do porte do Iate Clube Jardim Guanabara. E não é mesmo. Com uma grande dimensão, fora dos padrões comuns dos clubes urbanos, emoldurado por uma praia e por uma generosa mata atlântica remanescente. Sendo limítrofe a diversas ruas, o que exige a colocação constante de recursos físicos e humanos, a fim de garantir a integridade do seu patrimônio urbanístico e, principalmente, de seu patrimônio humano, a razão de ser de um clube: seus sócios.

E sócios de todas as idades, é claro. Desde os da mais tenra idade, passando pelas crianças, pré-adolescentes, adolescentes, adultos e os mais experientes. Tendo que ter um olhar diferenciado para cada uma dessas faixas etárias – e também para os segmentos que praticam cada uma das mais de 20 modalidades esportivas que o clube oferece, do futebol ao tênis, da vela ao vôlei, da natação ao jiu-jítsu, do jazz ou balé adulto ao jazz ou balé para crianças, do aeroboxe ao circuito, da dança do ventre às aulas de pintura ou artesanato, dos membros do coral aos que se aprazem em curtir música ao vivo, em “queimar uma carninha” em algumas de nossas múltiplas e aconchegantes churrasqueiras, em simplesmente relaxar em uma das redes disponíveis à beira-mar, à sombra, em observar as crianças curtindo o parque de arvorismo, em sair em seu veleiro ou barco a motor para curtir um passeio ou pescaria pela baía ou mesmo participar de alguma competição de vela…

É, realmente não é uma tarefa muito fácil administrar um clube tão grandioso e amado como o iate. Mas saibam que, ao mesmo tempo, é uma missão bastante prazerosa. Ouvir os anseios, sugestões, reivindicações e agradecimentos dos sócios, procurar tornar ainda melhor o que já é muito bom… isso tudo é muito gratificante, principalmente quando o quadro social reconhece o trabalho que é feito em benefício de todos e manifesta esse sentimento, que é o que mais ocorre , com frequência.

Ao longo das três dezenas de anos em que a Administração Novos Ventos tem sido a responsável por cuidar dessa imensa casa, a casa de todos nós, o nosso quintal, o Iate Clube Jardim Guanabara, temos envidado todos os esforços para valorizar o nosso patrimônio, todos nós, do Comodoro ao funcionário mais novo, do Vice-Comodoro aos gerentes, dos Beneméritos e Conselheiros aos Diretores, dos Presidentes dos Conselhos Deliberativo e Fiscal aos vigilantes, com a colaboração inestimável e indispensável de muitíssimos sócios.

Uma das conquistas de que mais nos orgulhamos foi termos conseguido regularizar totalmente nossas áreas físicas e as dependências do clube, integralmente, cumprindo todas as exigências dos diversos órgãos federais, estaduais e municipais. Além disso, tem sido nossa política administrativa não só fazer cada vez mais benfeitorias, como é exemplo recente a nossa fazendinha, mas também conservar muito bem o nosso patrimônio, através de um posicionamento criterioso, dentro do possível, com uma visão realista, integrada ao orçamento real.

Acreditamos, por exemplo, que os nossos galpões náuticos e a nossa marina precisam passar por uma grande reforma, mas tudo isso depende de haver receitas no orçamento. Esse custo é altíssimo, estamos atentos e vamos chegar lá, em breve. Se Deus quiser, essas duas carências poderão ser realizadas. Sabemos que a grande maioria da população brasileira, em virtude da pandemia, passa por dificuldades financeiras. E não queremos cobrar nenhuma taxa extra dos nossos sócios.

É essa a nossa receita. Assim, convido os sócios a lerem a reportagem publicada na página 24 desta edição (link da reportagem), que dá conta das obras e manutenção em andamento. E aproveito para me colocar à disposição, como sempre estive, para ouvir sugestões e opiniões dos nossos queridos sócios.

Um grande abraço,

JOSÉ DE MORAES CORREIA NETO
Comodoro

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui