Aeroporto do Galeão em pane

0
123
Imagem: Wikipedia

Quantos moradores da Ilha do Governador trabalham no Aeroporto do Galeão? Não sei o número certo, mas sei que são muitos. E sei ainda mais: que, ano após ano, esse número vem diminuindo, não só por conta da crise econômica gerada pela pandemia, mas principalmente pela violência permanente nas vias de acesso a ele, como a linha Vermelha e a Avenida Brasil, o que tem feito com que as empresas aéreas transfiram seus vôos para o Santos Dumont. Os passageiros dos aviões, em sua maioria, residem nas Zonas Sul e Oeste. Para eles, além de mais perto, o Aeroporto Santos Dumont é muito mais seguro, por causa dos acessos.

Com a recente manifestação da Changi Airports, empresa de Singapura majoritária na administração da RioGaleão, de que não se interessa mais em operá­lo, o Ministro da Infraestrutura, Tarcísio Gomes de Freitas, deve incluir, na licitação que privatizará o Santos Dumont, também o nosso Galeão, que terá medidas compensatórias. Talvez aconteça, assim, o renascimento do Galeão. Vamos esperar… e torcer!

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui