A ilha misteriosa

0
93
Ilha do Mestre Rodrigues, em foto da década de 1940

Situada defronte à antiga Praia da Estação (mais tarde Praia do Barão), a Ilha do Mestre Rodrigues, que também foi chamada de Ilha do Engenho (1770), Ilha de Manoel Rodrigues (1870) e Ilha do Mestre Roiz (1907), passou, a partir de 1914,
para a jurisdição da Inspetoria de Matas, Jardins, Caça e Pesca do Governo Federal. Por sua proximidade com a região leste da Ilha do Governador, era visitada com certa frequência por alguns moradores que, pelo puro prazer da aventura, nadavam cerca de 300 metros para atingir o local.

A partir de 1937 a Ilha do mestre rodrigues começou a ser ocupada. Mediante concessão por aforamento, Octavio da Costa Dourado tomou posse da Ilha em 1938, para que lá pudesse construir uma residência para uso próprio.

A construção civil em um local acessível apenas por embarcações exigiu grande volume de improvisos e adaptações, uma vez que havia também a necessidade de prover o local com instalações para abastecimento de água e de energia elétrica.

A construção original, bastante confortável foi complementada com um cais, um cata­vento e acomodações para os empregados. O acesso por pessoas estranhas obrigou ao morador a instalar uma placa, solicitando a não desembarcarem no local.

Na foto em destaque, podemos observar que a construção principal, no início da década de 1940, encontrava­se em pleno uso e que a vegetação nativa tinha sido em grande parte preservada.

Como não havia uma linha telefônica na ilha, os moradores e convidados se valiam de um expediente curioso: nas proximidades do atual píer da Petrobrás existia um poste de iluminação de ferro que, golpeado por uma pedra, produzia um ruído semelhante ao de um sino que, ouvido na Ilha do Mestre Rodrigues pelo zelador, fazia com que este enviasse uma embarcação para buscar o convidado.

Em 1970, no auge das publicações das chamadas fotonovelas, a Ilha do Mestre Rodrigues foi utilizada como locação de “A Ilha Maldita”, que tinha como atores principais Carlos Imperial, Valdirene, George Freedman e Ângelo Antônio. Na verdade um título impróprio para um cenário tão paradisíaco.

Ocupada por outros moradores, a Ilha do Mestre Rodrigues continua a despertar a curiosidade de muitos, que não hesitam em dar continuidade às lendas urbanas…

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui