Utilidade Pública

Traumatismo dentário

traumatismodentário
P19F1

Dr. Marcelo Barros, Diretor da XD Odontologia

Fraturas e perdas de dentes são co­muns em acidentes domésticos, no trân­sito e também na prática de esportes. O tratamento ade­quado vai depender do tipo de fratura dentária, mas em qualquer dos casos, é importante procu­rar socorro especia­lizado o mais rápido possível.

1) Após a perda do dente, coloque-o imediatamente em um recipiente limpo contendo um pouco de leite ou soro fisio­lógico;

2) Procure um den­tista imediatamen­te;

3) O período máxi­mo que um dente pode ficar fora da boca até ser reim­plantado é de uma hora;

4) Faça o acompa­nhamento clínico e radiográfico com o seu dentista.

Quebrou um den­te?

As atitudes corre­tas podem garantir a reconstituição do seu sorriso. As pri­meiras três horas após o acidente são cruciais para deter­minar se há como salvar o dente. Por isso é muito impor­tante que você lave o dente quebrado com soro fisiológi­co e deixo num re­cipiente com leite até a chegada no consultório médico. O dentista deve ser procurado para fazer exames e analisar se outros tecidos foram comprometidos pelo trauma.

Limpeza bucal e compressas

Até chegar ao consultório e ser atendido pelo pro­fissional, talvez seja preciso aliviar al­guns sintomas. Faça uma compressa com gelo na área do ros­to onde o dente que­brou. Isso diminui a dor e os possíveis inchaços. Se hou­ver sangramento, use gazes no local afetado por alguns minutos e, se ne­cessário, lave a boca com água fria, que ajuda na contração dos vasos sanguíne­os para a contenção do sangramento.

Se o dente que­brou ao comer um alimento duro, por exemplo, o enxá­gue com água mor­na ajuda a limpar o local e reduzir a sensibilidade. Mas lembre-se: antes de fazer a limpeza, cus­pa tudo o que tiver na boca e separe o que é alimento do que é fragmento do dente.

Qual o tratamento mais indicado?

Somente o den­tista pode indicar o melhor tratamento, pois tudo depen­de dela. Quando o trauma não envolve a polpa dental, a primeira opção é a colagem do frag­mento, quando este está presente.

Ainda se o frag­mento não estiver presente ou mui­to fragmentado, o indicado é utilizar um material cha­mado resina com­posta para fazer a restauração. Porém, em caso de maior comprometimento de canal e até possí­vel restauração com coroa de resina ou cerâmica dental.

As consequências de um dente que­brado:

Um dente que­brado pode gerar dor e desconforto na hora de mastigar, desenvolver infec­ções e até mesmo causar danos na mandíbula. Para não deixar os problemas avançarem é preciso conversar com um dentista e seguir as recomendações do trauma dental po­dem ser alteração de cor, mobilidade e reabsorção ós­sea e dentária. Por isso, não deixe seu sorriso pela metade e busque ajuda o quanto antes.

Os comentários estão encerrados.