Warning: assert() [function.assert]: Assertion failed in /home/jornalgolfinho/www/wp-content/themes/betheme-child/functions.php on line 1

Warning: assert() [function.assert]: Assertion failed in /home/jornalgolfinho/www/wp-content/themes/betheme-child/functions.php on line 1
“Puente al futuro” – Jornal Golfinho

Foco na Ilha

“Puente al futuro”

Nova imagem

P22F2

A convite do governo Chinês, no mês passado, durante 10 dias , participei do Curso de Formação para Jovens Líderes da América Latina e Caribe na China, denominado ” PUENTE AL FUTURO”, que é um Projeto visionário que foi criado e  totalmente incentivado pelo atual Presidente Chinês, Xi Jinping.

Na grandiosa oportunidade, eu e mais 6 jovens líderes de outros Estados do Brasil, nos reunimos com outros jóvens líderes de países da América Latina. Também participaram do Curso jovens da Argentina, Cuba, Equador, Chile, Panamá, Venezuela, Cuba,  Peru, México e Porto Rico.

Para o evento, foram escolhidos 70 jovens lideranças da América Latina e Caribe, quando fomos devidamente capacitados para que possamos executar a “Ponte” para o início da grande integração entre as nossas nações. Fomos liderados pelos jovens membros da Federação de Juventude da China (FEJUCHINA).

Fui com a importante missão de representar a nossa juventude, principalmente a juventude mais carente do nosso Estado que, como eu, nasceram em comunidades e precisam muito ganhar voz. Dediquei-me ao máximo para representar a todos os jovens que sonham com um futuro mais brilhante.  Tenho muito orgulho em ter levado o nome do Rio de Janeiro, em especial da Ilha do Governador, das nossas comunidades e de atravessar o mundo em busca de soluções efetivas e objetivas que transformem vidas e gerem oportunidades.  Além dos encontros oficiais e capacitação, visitamos as três importantes Cidades Chinesas que estão ganhando destaques neste  processo de desenvolvimento e

integração da China com os nossos países. Em Pequim abrimos os diálogos do Fórum Político, Econômico e Social, nos reunimos com o Conselheiro da Embaixada, Zhang Yanhui, e com os  demais jovens embaixadores da América Latina e Caribe.

Também em Pequim, tive a oportunidade de conhecer de perto os investimentos da China em educação e na reunião com o Diretor Geral da escola do Partido Comunista Chinês expressei a minha visão sobre a importante integração da China para o desenvolvimento da nossa Educação. Em meu discurso no evento explanei a minha percepção de integração. Fui convicta em afirmar que temos muitas dificuldades de integrações e que essas dificuldades só serão superadas pela percepção da Educação, da Cultura e em especial do Esporte, como fatores de integração entre povos. Disse que na minha cidade, Rio de Janeiro, a China, nosso país anfitrião, tem previsão de construir na Zona Oeste uma grande escola em breve, onde 20% das vagas serão destinadas a alunos pobres. Esse investimento, por exemplo, será primordial e onde alunos poderão aprender um pouco da cultura da China e a sua língua, o Mandarim, e que esse bom exemplo deve ser prioridade em outros países, ou seja, construir escolas de referências culturais em parceria com os Governos, diminuindo a dificuldade da existência de diversos tipos de linguagens e línguas. Informei que o Governo do estado já possui uma unidade desse tipo funcionando  com grande sucesso em Niterói junto a uma comunidade pobre.

Na Cidade de Chengdu, participamos de uma outra formação no Centro de Inovação e Empreendedorismo Universitário. Comecei ali a compreender  os reais motivos do poder estupendo e de toda a competividade que a China vêm alcançando na economia mundial. O Governo Chinês não está medindo esforços em investir na sua juventude. A China passou  a abrir a “mente” e investir pesado em intelectualidade e no empoderamento juvenil e feminino, como pude ver hoje neste centro que construiu um espaço denominado “V GIRL” voltado para incentivar o protagonismo feminino, um fato deslumbrante no país que até pouco tempo atrás as mulheres tinham direitos diferenciados em relação aos homens.

Ainda na Cidade de Chengdu,  especificamente na província de Sichuan, onde vivem 80% dos  Pandas do mundo, foi  impressionante vivenciar e estudar os feitos da Cidade em educação, na economia, em sustentabilidade,  na agricultura, no urbanismo, na arquitetura, nos intercâmbios, no turismo e até na erradicação da pobreza. Uma Cidade que me impressionou nos dados, nas construções  e nas belezas naturais.

Visitamos a comunidade rural Sanshengxiang, também localizada em Chengdu. Impressionante o desenvolvimento local, as crianças falam inglês, as ruas asfaltadas com lindas habitações, banco rural e estudamos toda a estratégia de desenvolvimento rural,  incentivada pelo Governo Nacional que oferece total assistência aos produtores de seda, pimenta, vegetais, kiwis, cogumelos e pimentas. O Governo Chinês nos mostrou que não há desenvolvimento econômico sem investimentos nas áreas rurais e na agricultura familiar.

Quando chegamos a cidade de Shanghai, compreendemos todo o poder econômico, arquitetônico e turístico da maior cidade da China que conta com mais de 24 milhões de habitantes, abriga todas as maiores empresas do mundo e incentiva a criação e desenvolvimento de startup que elaborem projetos com tecnologia e inovação.  Esses são os queridos jovens Chineses  que estudam espanhol e já falam muito bem a língua espanhola. São todos jovens voluntários e membros filiados da FEDERAÇÃO DA JUVENTUDE CHINESA (FEJUCHINA),  ambos estão atuando e cooperando  para a nossa maior integração.

Para finalizar esse pequeno resumo de toda essa rica experiência e vivência, quero enfatizar que os Jovens da FEJUCHINA são exemplos de como os jovens Chineses estão cada vez mais sendo motivados e capacitados  para conquistarem a nossa AMÉRICA LATINA. A China saiu dos largos discursos e está  mostrando com ações objetivas e afetivas  que não adianta falar em investir no futuro sem investir nos jovens!!  Assim fomos capacitados todos juntos neste Curso de Formação para Jovens Líderes da América Latina e Caribe para sermos  “A Puente al Futuro” . Voltei com a “mala” lotada de novas perspectivas, percepções, projetos, experiência e de novos sonhos! Agora é lutar para que todo esse aprendizado seja aproveitado com a contribuição aos nossos governos nas diversas esferas e nas entidades e projetos sociais que coordeno.

Todos nós que visitamos essa missão internacional estamos muitos otimistas com toda essa integração e conhecimentos mútuos. Espero continuar contribuindo em diversos âmbitos para que tenhamos o tão sonhado futuro mais brilhante!!!

 

Os comentários estão encerrados.