A Palavra do Comodoro

Mesmo em meio à crise, o Iate continua a crescer

Palavra do Comodoro

O Brasil todo atravessa uma severa crise econômica, que atingiu não apenas a iniciativa privada, mas também a União, estados e municípios.

O Estado do Rio de Janeiro vem, infelizmente, deixando de honrar seus compromissos com funcionários, aposentados e pensionistas. A perda dos royalties e uma má administração, que não soube preparar suas finanças para o dia de amanhã, contribuíram para esse conjunto de coisas.

A Prefeitura do Rio, infelizmente, parece ir pelo mesmo cami­nho. A estrutura de atendimento à saúde do povo está crítica, não sendo honrados os compromissos em termos de salários, medicamentos, insumos, etc.

Ora, não é preciso ser economista para constatar que esse es­tado de coisas iria respingar fortemente nas empresas privadas. Falências, demissões, atrasos de pagamentos, etc. Dessa for­ma, como a atividade-fim que o Iate Clube Jardim Guanabara oferece – o lazer – não é prioritária, muitos dos seus sócios, mesmo que contrariados, foram deixando o clube.

Administrar com céu de brigadeiro e mar de almirante é bem mais fácil, mas a Diretoria e os Conselhos do clube não se amedrontaram. Perceberam que é justamente nos momentos de crise que temos a obrigação de sermos mais criativos. Assim, com uma reengenharia bem planejada e arrojada, o clube, mesmo com arrecadação bem menor, decidiu investir em melhorias, para que os sócios o valori­zassem ainda mais – e aqueles que haviam saído fizessem todo o possível para retornar.

Felizmente, é isso que vem acontecendo, numa escala ainda peque­na, mas crescente. Em 2017, procedemos a diversos melhoramentos, como a dotação de ar condicionado na Sala de Dança e no Funcional; trocamos toda a estação elétrica do clube – energia, postes, luminárias, reatores, cabos e quadros de luz; dotamos as quadras de saibro do tênis de nova iluminação, mais eficiente e econômica; inauguramos a Área Kids, junto à praia, com o Arvorismo e o Espaço Domino’s Kids; reestruturamos o quadro de funcionários, com otimização, gerando uma economia de cerca de 20% mensais na folha salarial do clube; e estamos finalizando a reforma do Deck das Garças.

Para 2018, além de implementarmos melhorias em nossa marina, iremos construir também uma Mini Fazendinha na Praia Nova, cujas obras têm previsão de início já em janeiro.

É com esse espírito, de não nos entregarmos às adversidades e de arregaçarmos as mangas com muita dedicação e responsabi­lidade, que desejamos que todos os nossos sócios, bem como os moradores da nossa Ilha do Governador, desfrutem de muita paz e alegria no Natal e que 2018 lhes sorria em saúde, oportunidades, sucesso e amor.

JOSÉ MORAES

Comodoro

Deixe uma resposta