Futebol

Jogos do Flamengo na Ilha: os prós e os contras

O estádio do Flamengo na Portuguesa tem sido elogiado por sua beleza

A Ilha do Governa­dor sempre foi conheci­da, nacionalmente, por sediar o Aeroporto In­ternacional do Galeão. Ah, mas isso antes de o Flamengo firmar uma parceria com a Associa­ção Atlética Portuguesa e transformar o Estádio Luso-Brasileiro no Está­dio Ilha do Urubu – e ps­ssar a mandar nele gran­de parte de seus jogos… Com a transmissão pela TV, o Brasil todo agora conhece o nosso bairro. É claro que os torcedores de outros times torceram o nariz para o “do Uru­bu”, mas isso faz parte da rivalidade entre as torcidas, principalmente nas redes sociais.

No plano real, essa novidade trouxe aspec­tos positivos e negativos – entre esses últimos, o aumento dos engarrafa­mentos; a proliferação dos flanelinhas, princi­palmente na Avenida Go­vernador Chagas Freitas, onde fabricam vagas em plena via e cobram R$ 30,00 dos motoristas achacados, antecipada­mente; a interdição ao trânsito de algumas ruas, mesmo para os morado­res, em ruas próximas ao estádio; e o fato de que muitos torcedores esta­cionam seus automóveis em cima das calçadas, na Estrada do Galeão e em ruas próximas do Jardim Guanabara.

O síndico do Condomìnio Santos Dumont, Tito Gomes, acha que esses jogos “só atrapalham o ir-e-vir dos moradores das proximidades do campo da Portuguesa”: Apresentei um abai­xo-assinado com cente­nas de nomes de mora­dores do Santos Dumont contra as partidas logo na primeira reunião havi­da na Superintendência sobre o assunto, mas ninguém me deu ouvi­dos. Perguntei de quem seria a responsabilidade caso ocorressem brigas nas imediações e inva­são do nosso condomí­nio, como ocorreu em 2005, no jogo Flamengo e Santos, e em 2016, en­tre Botafogo e Grêmio…”

Já o comerciante Ro­gério Lopes, proprietário da Padaria Portuguesa, na Rua Eduardo Nadruz, está satisfeito com os jogos do Fla: “Não tenho do que reclamar, pois meu faturamento au­mentou bastante”:

“Muitos torcedores, inclusive, marcam en­contro aqui e costumam consumir bastante, sempre com alegria e descontração. Também nunca vi nenhuma bri­ga. E eu não torço para o Flamengo”,confessa.

Mas um outro comer­ciante, Moacir Abdias de Oliveira, proprietário do salão Moacir Coiffeur, na Rua Haroldo Lobo, disse que seu movimento “cai assustadoramente nos dias de jogos do Flamengo”:

“O maior problema é o horário das interdições das ruas. Não vejo neces­sidade de isso acontecer tão cedo. Ninguém pode estacionar aqui na parte da manhã ou da tarde, mesmo quando a partida está marcada para as 21 horas. Isso para mim é inaceitável.

O Superintendente da Ilha, Daniel Balbi, disse ao Jornal GOLFINHO que “moradores das casinhas comparam com os jogos do Botafogo no ano passa­do e dizem que agora está mais organizado e não há carros em frente das suas casas. Os problemas pon­tuais no trânsito estão sen­do resolvidos de modo a minimizar os transtornos”:

” Solicitamos à PM me­didas para conter os abu­sos cometidos por flaneli­nhas, assim como pedimos à GM e à PM para atuar com mais rigor para evi­tar os estacionamentos irregulares. São centenas de agentes que estão nas ruas, a cada partida, para agilizar o fluxo de veículos e torcedores.

O Presidente da Por­tuguesa, João Rego, afirmou que a Ilha, “com a chegada do Flamengo, voltou a ganhar visibili­dade e destaque nacio­nalmente”:

” O comércio pode au­mentar sua lucratividade e outras questões po­dem ser melhoradas, como o transporte pú­blico. Sem falar que, nos jogos, centenas de pessoas, em diversas funções, são emprega­das, ajudando na renda extra. Sabemos que os congestionamentos são problemas crônicos da Ilha e não apenas em dia de evento esporti­vo. O início dos jogos está sendo positivo e há muitos elogios por parte de moradores da Portuguesa, que antes eram contrários aos jogos. Acreditamos que os eventuais proble­mas serão reavaliados e corrigidos no decorrer dos jogos “, completou o dirigente esportivo da Portuguesa.

Interdição de ruas, um dos maiores problemas

Interdição de ruas, um dos maiores problemas

 

 

 A torcida do Flamengo aprovou o novo estádio

A torcida do Flamengo aprovou o novo estádio

 

Rogério Lopes aprova

Rogério
Lopes
aprova

Moacir de Oliveira desaprova

Moacir de
Oliveira
desaprova

 

 

Os comentários estão encerrados.