Esportes

Insulano desponta como revelação do Fluminense

P38F1

 

 

Morador da Freguesia, Douglas Augusto é uma das grandes apostas do Fluminense para este Campeonato Brasi­leiro e um dos meias mais importantes do elenco tricolor. Aos 19 anos, esta cria da Ilha é formada nas divisões de base do clube, em Xerém.

Douglas, que ini­ciou sua trajetória no mundo do futebol no extinto Projeto Meni­nos da Paz, na Ilha, aos 5 anos de idade, logo despontou para as categorias de base do Flu, atuando no futsal e no campo. Um ano depois, o jogador já estava atuando somente nos gramados.

— Meu pai, Augusto, que sempre achou que eu tinha talen­to para o futebol, porque era a minha brincadeira preferida na infância. Graças a Deus, logo fui levado para o Fluminense, onde comecei no fral­dinha e passei por todas as categorias de base até chegar ao time profissional, em 2015 – lembrou.

Oriundo de uma família humilde, Douglas, que é o filho mais novo de dois irmãos, no começo de sua trajetória, passou por muitas dificulda­des para conseguir se deslocar até os treinos. Na época, seu pai trabalhava fora para sustentar a família e era sua mãe quem o leva­va, de ônibus, para os treinos. “Me sinto orgulhoso em poder oferecer, hoje, uma vida melhor para os meus pais, que sem­pre acreditaram em mim, sempre me in­centivaram e, graças a Deus e a minha família, consegui che­gar onde estou, com muito sacrifício e per­severança” – revela, aconselhando a todas as crianças carentes da Ilha que têm como sonho se tornar jo­gador de futebol não desistir de seu sonho, mas também não dei­xar de estudar.

Até a categoria mirim, Douglas jogou na lateral esquerda e como volante, mas foi no meio-campo que ele se destacou, até ser promovido ao elenco profissional no Campeonato Bra­sileiro de 2015, na contenção da zaga.

Apaixonado pela Ilha, onde afirma guardar só boas re­cordações, Douglas é casado e pai da pe­quena Emanuelly, de 2 anos. O craque do tricolor carioca, além de ter conquistado diversos títulos im­portantes na base do clube, foi campeão da Copa Sul-Minas-Rio desse ano, já no time principal, e teve seu nome lembrado duas vezes para a Seleção Brasileira sub 20.

Para o futuro, o volante espera ter novas chances com a amarelinha, ajudar o Fluminense a con­quistar o Brasileiro desse ano e poder dar muitas alegrias ao torcedor tricolor.

Os comentários estão encerrados.