Meio Ambiente

Inea planta 15 mil mudas no manguezal de Tubiacanga

P12F1

P12F2

Um mutirão envolvendo ambientalistas, lideranças comunitárias e moradores em geral retirou cerca de 67 toneladas de lixo do man­guezal de Tubiacanga. A iniciativa faz parte de um programa de recuperação coordenado pelo Instituto Estadual do Ambiente (Inea), que visa plantar cerca de 15 mil mudas de mangue em uma área aproximada de 14 qui­lômetros de extensão, empregando moradores do próprio bairro.

O que mais chamou a atenção da equipe foi o tipo de resíduo descartado pela popu­lação nesse ecossistema: além de garrafas pet e pneus, foram retirados sofás, geladeira e até uma televisão. Para chamar a atenção da população sobre como o descarte incor­reto do lixo pode afetar o meio ambiente, foi montado um “escritório” com o “mobiliário” retirado dessa área da Baía de Guanabara. “Nosso objetivo foi chamar a atenção das pessoas e levá-las à reflexão sobre a im­portância de dar destinação correta ao seu lixo – declarou Daniel Fabrício, coordenador do projeto pelo Inea.

Em paralelo à limpeza do local, a equipe do Inea está fazendo o cercamento da área que foi limpa com estacas e telas aquáticas com a finalidade de proteger o mangue. Até o momento, já foi feito o cercamento de aproximadamente três quilômetros da área. O plantio das 15 mil mudas está previsto para começar dentro de três meses. O programa de recuperação do manguezal de Tubiacanga está sendo executado com recursos de aproximadamente R$ 2 milhões e 500 mil, com previsão para ser concluído em até dois anos.

Os comentários estão encerrados.