Medicina & Saúde

Cremerj fez palestra no Iate sobre os prontuários físicos e eletrônicos

Os médicos palestrantes Eduardo Marques e Renato Graça
(segundo e quarto, da esquerda para a direita), ao lado
dos representantes da Somei, Gaetano Fonti (Diretor
Científico) e Rômulo Capello (Presidente)

A importância dos prontuários mé­dicos físicos e eletrônicos no universo da medicina foi o tema da palestra promovida pelo Conselho Regional de Medicina do Estado do Rio de Janeiro (Cremerj), em parceria com a Socie­dade dos Médicos da Ilha do Gover­nador (Somei). O evento aconteceu em fevereiro, no Salão Novos Ventos, no Iate Clube Jardim Guanabara, e reuniu médicos e profissionais da área da saúde.

No que tange ao prontuário físico, o médico e vice-presidente do Cre­merj, Renato Graça, explicou sobre as normas essencias de estruturação. Quanto ao formato eletrônico, Eduardo Marques, coordenador da Câmara Téc­nica de Informática Médica e Teleme­dicina em Saúde do Cremerj, também ressaltou as relevâncias no contexto digital, respeitando os padrões esta­belecidos pelo CFM Conselho Federal de Medicina (CFM).

Os dois profissionais explicaram que um bom prontuário deve conter, de forma organizada e concisa, todos os dados relativos ao paciente, como seu histórico familiar, anamnese, descrição e evolução de sintomas e exames. Segundo eles, também é importante que haja indicações de tratamentos e prescrições.

Em suma, o documento deve ser composto por informações valiosas, tanto para o paciente como para o mé­dico, com o objetivo de facilitar qualquer assistência devida. A Somerj (Associa­ção dos Médicos do Estado do Rio de Janeiro) também apoiou o evento.

 

Os comentários estão encerrados.