Notícias

Arquiteta dá dicas de decoração com bom gosto mesmo em tempos de crise

P20F3

Vista por algumas pessoas como algo supérfluo e que necessita de muito dinheiro, a decoração de interiores é, na verdade, algo acessível a todo tipo de público, tanto em ambientes residenciais quanto comerciais.

P20F4

Segundo a arquiteta insulana Thereza Christina Maia, que presta serviço para diversas empresas, dentre elas a Residência Decorações, hoje em dia, com a crise que assola o país, é necessário que o profissional de arquitetura – sobretudo o especializado em decoração – se qualifique mais e procure melhores alternativas de custo para os clientes, sem perda de qualidade.

— É muito importante que as pessoas saibam que arquitetura e decoração podem atender a todas as classes sociais, mesmo nesse momento de crise que o país atravessa. No que diz respeito à decoração de interiores,existem projetos que se encaixam em todos os tipos de orçamentos. Por isso o arquiteto tem que estar preparado para apresentar alternativas viáveis sempre que um cliente o procura – afirmou Thereza, que é filha do também arquiteto Norton Cerveira Maia, ex-Comodoro do Iate Clube Jardim
Guanabara.

Formada pela Universidade Gama Filho e pós-graduada em Design de Interiores pela Veiga de Almeida, a arquiteta afirma que, atualmente, arquitetura e decoração estão com uma tendência mais prática,compacta, econômica e sem perder a elegância e o perfil de individualidade por quem procura pelos serviços.

— Especificamente, no design de interiores, que é a minha principal especialidade, não existe uma regra preestabelecida. Todos os projetos são concebidos de acordo com o perfil, necessidades e situação econômica de cada cliente, buscando atender, da melhor forma possível, a tendência do setor, que hoje é o moderno e o clássico, trazendo todas as alternativas possíveis para melhor alcançarmos e desempenharmos o nosso trabalho em benefício da clientela –- relatou Thereza, que também tem curso de Decoração no Clube dos Decoradores.

Os comentários estão encerrados.