Foco na Ilha

7 anos de Clínica da Família

Nova imagem

Há 7 anos chegava na Ilha um equipamento de suma importância e que tive a honra de participar ativamente da luta que a trouxe para o bairro: a primeira Clínica da Família da Ilha. Como insu­lana, nascida na comunidade da Praia da Rosa, Vice-Presidente da Associação de Mulheres da Ilha (Amuig) e tendo conhecimento das necessidades dos moradores daquelas comunidades, junto com o Subprefeito da época, Victor Accioly, levamos ao então prefeito Eduardo Paes o pedido para que ins­talassem a primeira Clínica da Família da Ilha na quadra ao lado da Creche Cora Colina, na Avenida do Magistério. Ali seria o local ideal para receber milhares de moradores da Praia da Rosa, Sapucaia, Moneró e Jardim Carioca. O Prefeito e sua equipe da Secretaria Municipal de Saúde entenderam a carência da região e prontamente deram início à construção da primeira Clínica da Família da Ilha, que ganhou o nome de Maria Sebastiana de Oli­veira, uma homenagem à “Dona Filhininha”, uma antiga moradora que realizou muitos trabalhos sociais, além de prestar auxílio em trabalhos de parto para os moradores até o seu falecimento, em 4 de outubro de 1980, aos 61 anos, deixando 8 filhos, 25 bisnetos e 13 tataranetos, todos criados na Praia da Rosa e Sapucaia.

No próximo dia 18 de maio, a Clínica da Fa­mília Maria Sebastiana de Oliveira vai completar 7 anos de muitos serviços prestados a todos os seus usuários. Hoje não podemos imaginar como seria a vida dessas milhares de pessoas que uti­lizam as dezenas de serviços que são oferecidos na clínica, como pré-natal, acompanhamento pós-nascimento, tratamento e acompanhamen­to de tuberculose, hipertensão, hanseníase, da diabetes, DSTS, atendimento odontológico, far­mácia, imunizações e outros serviços, como a horta comunitária, Academia da Terceira Idade e o projeto Pedras Preciosas, com jovens das comu­nidades do entorno. Podemos destacar que, antes da inauguração desta clínica, principalmente os mais carentes, morriam rotineiramente e preco­cemente de hipertensão e de outras doenças que, se forem previamente diagnosticadas, aumentam a chance de cura.

Mas pouco tempo atrás, as clínicas da família da Ilha passaram por dificuldades e os “fantasmas” do fechamento e a redução dos serviços geraram uma grande comoção em todos moradores e usu­ários. Muitos se uniram para chamar a atenção da mídia e dos órgãos competentes. Na ocasião, fizemos uma pacífica passeata e demos um lindo e comovente abraço simbólico na clínica, demons­trando o quanto esta unidade é essencial na vida das pessoas que precisam dela. A Clínica Maria Sebastiana de Oliveira conta com seis equipes, cada uma formada por médico, enfermeiro, técnico de enfermagem e cinco ou seis agentes comunitá­rios. Seus números são admiráveis: em 2017, por exemplo, a clínica realizou 89.077 atendimentos, uma média mensal de 7.748.

Outro dado importante é que, além dos seus profissionais, a Clínica da Família Maria Sebastiana de Oliveira tornou-se uma unidade-escola, rece­bendo muitos alunos de faculdades de medicina, odontologia e de enfermagem, como da UFRJ e da UNIFESO, e também o programa de residência em medicina da família nas comunidades, para médicos já formados e que buscam especialização em medicina familiar.

Contudo, temos muito o que comemorar e cele­brar nesses 7 anos desta clínica, que tem como base fortalecer a atenção básica e desobstruir as emer­gências dos grandes hospitais. Podemos dizer que a Clínica da Família Maria Sebastiana de Oliveira e as outras, além dos postos da Ilha, são os equipamen­tos de saúde mais importantes de todos, onde, em maioria, são tratados os problemas da população.

Torço muito para que a atual gestão da Prefeitura valorize cada vez mais os nossos profissionais e que ampliem os atendimentos para que toda a popula­ção, excepcionalmente os mais carentes, tenham acesso à saúde preventiva.

Parabéns à Direção, médicos, enfermeiros e agentes de saúde que correm as comunidades e a todos aqueles que somam com o crescimento e expansão do trabalho da nossa unidade básica de família, que salva milhares de vidas oferecendo saúde preventiva!

Os comentários estão encerrados.