Segurança

17º BPM inaugura sala de lutas

P12F1

ESPAÇO LEVA O NOME DO CABO THIAGO ARAÚJO CARDOSO DE SÁ, ASSASSINADO EM 2017

Uma emocionante ce­rimônia realizada em janeiro, no 17° Batalhão de Polícia Militar, marcou a inauguração da Sala de Lutas Cabo Thiago Araújo Cardoso de Sá. O evento contou com a presença de autoridades civis e militares, além de familiares e amigos de Thiago, que era lotado na unidade insulana e foi assassinado em ju­nho de 2017, vítima de assalto, em Madureira.

Inicialmente, o espa­ço irá funcionar para a prática de artes marciais por parte dos policiais militares, mas, segundo o Coronel Marcelo de Menezes Nogueira, Co­mandante do 17º BPM, a ideia é abrir a sala tam­bém para a comunidade insulana.

— Acredito no espor­te como ferramenta de inclusão social. Tenho certeza de que essa sala de lutas irá não só pro­porcionar uma vida mais saudável para os usuá­rios, mas também pro­mover uma integração maior entre os policiais da corporação.

Menezes agradeceu ainda todos os que co­laboraram com a cria­ção do espaço, desde a equipe de obras do 17º Batalhão até os policiais de outras unidades, como os do 23º BPM, além do professor de jiu-jítsu Diego Moraes, instrutor da Academia Team Moraes, que deu total apoio à iniciativa e tornou-se o padrinho do projeto.

Em um dos momen­tos mais emocionan­tes do evento, Menezes convidou Iracema Cris­tina Cardoso de Sá, mãe do falecido Cabo Thiago, a inaugurar oficialmente a sala, descerrando a fita e a placa que leva o nome do PM.

Os comentários estão encerrados.